Número verde: 800 108 675

Paraíso Perdido
Paraíso Perdido Paraíso Perdido
Teatro Nacional São João
segunda-feira 20:00-01:00
Partidário da causa republicana e fervoroso adepto da execução de Carlos I, John Milton (1608-1674) sobrevive como que por milagre à restauração da monarquia e do absolutismo em Inglaterra. Talvez essa sobrevivência tenha um único propósito, providencial: que um Milton cego, arredado da esfera pública, dite à filha uma obra cuja posteridade crítica será marcada por violentos confrontos: Paraíso Perdido, longo poema épico sobre a Queda do Homem e a consequente expulsão do Paraíso, também classificado como uma assombrosa reflexão retórica sobre o bem e o mal, e a liberdade – a liberdade para escolher, a liberdade para cair. O irresistível parentesco com o Breve Sumário da História de Deus leva o TNSJ a promover uma autêntica maratona de leitura – com duração prevista de quatro a cinco horas – dos 10.565 versos do clássico, beneficiando da tradução que Daniel Jonas fez da magnum opus desse parente inglês de Homero e Virgílio. Um acontecimento apenas para eleitos, pois, como anota o tradutor no prefácio, “o poema já escolheu os seus leitores”.

de

John Milton

tradução

Daniel Jonas

direcção

Nuno Carinhas, Daniel Jonas

música (interpretada ao vivo)

VortexSoundTech

com

a participação de actores e leitores convidados

produção

TNSJ

classificação etária

M/12 anos