Número verde: 800 108 675

Estrangeiros_L
Estrangeiros Estrangeiros
Teatro Nacional São João 21+22 Set 2012
sexta-feira + sábado 21:30

É uma dança-pensamento a que Né Barros vem produzindo nos últimos anos, ao refletir sobre tópicos candentes do nosso presente: a paisagem, a fronteira, a deslocação, a viagem. Aos corpos que habitam este território coreográfico a criadora chamou “movimentantes”. Desta vez, são estrangeiros. Um termo ambíguo, de inquietantes ressonâncias existenciais (por aqui, passa a sombra de O Estrangeiro de Albert Camus), que designa tanto aquele que se encontra num país que não é o seu, como aquele que transporta uma estranheza, que não pertence a um espaço, tempo ou grupo. Estrangeiros é também, do ponto de vista disciplinar, uma criação apátrida: com música ao vivo de Alexandre Soares (habitual companheiro de estrada da coreógrafa) e Jorge Queijo, o espetáculo adquire a espaços contornos de concerto, perfazendo um arco musical que vai do hard rock à filigrana sonora da guitarra portuguesa. Contudo, no centro deste lugar estranho está o corpo pensante-dançante, capaz de interagir com a velha máquina cénica e com a nova antimatéria digital.

direção e coreografia

Né Barros

música

Alexandre Soares, Jorge Queijo

arte digital

João Martinho Moura

desenho de luz

Alexandre Vieira

adereços e figurinos

Flávio Rodrigues, Né Barros

interpretação

Bruno Senune, Flávio Rodrigues, Joana Castro, Pedro Rosa (bailarinos); Alexandre Soares, Jorge Queijo (músicos)

coprodução

Balleteatro, Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura, TNSJ

estreia

26Jan2012 Centro Cultural Vila Flor (Guimarães)

dur. aprox.

1:15

M/18 anos

Material de Apoio

Documentos

Doumento PDF

Programa Estrangeiros.pdf

Estrangeiros mupi

Divulgação

Sugestão

Sugira a um Amigo

O seu Nome

O seu Email

Emails dos Destinatários

Comentário

Imprimir Espectáculo

Icon de Página de Impressão