Número verde: 800 108 675

A Meio da Noite A Meio da Noite
Vários Locais 12 Set-24 Nov 2018

Na obra de Olga Roriz, A Meio da Noite surge depois de Antes que Matem os Elefantes (2016) e de Síndrome (2017), espetáculos que falavam de guerra, destruição e reconstrução, num movimento que ia do exterior para o interior, do grito para o recolhimento. A Meio da Noite parece dar continuidade a esse caminho em direção a um território mais abstrato e introspetivo. O título reenvia-nos para a hora do lobo, essa hora entre a noite e o dia, quando todos os fantasmas se libertam, quando mais pessoas morrem e mais pessoas nascem. Eco ou reminiscência de A Hora do Lobo (1968), um dos mais impressivos títulos da filmografia de Ingmar Bergman, em cuja obra Olga Roriz mergulha agora em busca de inspiração e diálogo. A Meio da Noite poderia ser descrito como uma visita da coreógrafa portuguesa ao cinema do realizador sueco, esse “génio de todos os possíveis” que, para além dos corpos, nos deu a ver almas em filmes habitados por personagens modestas, misteriosas, abissais. “É nessa visão do realizador que me irei inspirar”, diz-nos Olga Roriz, “nesses homens e mulheres assustadoramente reais, na solidão em luta constante com o interior, em busca incessante de entendimento de si próprios e dos outros.”

Teatro Municipal de Vila Real

12 set

Centro Cultural Vila Flor (Guimarães)

15 set

Teatro Municipal de Bragança

19 set

Teatro Camões (Lisboa)

19+20+27 out

Casa das Artes (Vila Nova de Famalicão)

24 nov

 

banda sonora

Bach, Satie, Primal Scream, Michelle Gurevich, Schubert, Chopin, Tchaikovski, Wagner, Dolf van der Linden, Erhard Bauschke, Giovanni Fusco, Jefferson Airplane; excertos sonoros dos filmes Metrópolis (1927), de Fritz Lang, Persona (1966), de Ingmar Bergman, e de uma entrevista a Ingmar Bergman

seleção musical

Olga Roriz, João Rapozo e intérpretes

cenografia e figurinos

Olga Roriz, Ana Vaz

desenho de luz

Cristina Piedade

vídeo

Olga Roriz, João Rapozo

desenho de som

Sérgio Milhano

apoio dramatúrgico

Rita Calçada Bastos

apoio vocal

João Henriques

tradução e elocução em sueco 

Birte Lundwall

assistência de ensaios

Ricardo Domingos

assistência de cenografia e figurinos

Rita Osório

fotografia

Alípio Padilha

montagem gráfica 

Paulo Teixeira

pós-produção áudio e vídeo 

João Rapozo

interpretação

André de Campos, Beatriz Dias, Bruno Alexandre, Bruno Alves, Catarina Câmara, Francisco Rolo, Rita Calçada Bastos

coprodução

Companhia Olga Roriz, Teatro Municipal de Bragança, Teatro Municipal de Vila Real, TNSJ

dur. aprox. 2:00

M/12 anos

 English subtitles

Para uma melhor leitura da legendagem aconselha-se a compra de bilhete na Tribuna

 

TNSJ • 28 abr 

Masterclass Olga Roriz

.