Número verde: 800 108 675

Preto
Preto Preto
Teatro Carlos Alberto 16+17 Mai 2019
qui+sex 21:00
Comprar

A companhia brasileira de teatro, pela mão do encenador Marcio Abreu, tem vindo a criar espetáculos instigantes, desafiando o público a abandonar uma postura de passividade. Em Preto, que olha para a vivência do racismo no Brasil para lhe revelar a sua dimensão universal, esse desafio é interno à própria dramaturgia. Logo pelo seu título, a peça reclama-se como lugar de fala da “pretura”, ao interrogar o poder do olhar branco (e masculino) e o branco estatuto do teatro. A partir de uma espécie de conferência/ato performativo de uma mulher/atriz/persona negra, ergue-se um mosaico de cenas que desvelam as estratégias, os posicionamentos ideológicos e os estereótipos do racismo. Esses jogos cénicos fazem Preto transitar entre as linguagens da performance, do musical, da dança, do cine-documentário, das artes visuais e da antropologia, potenciando o diálogo direto com o público. O desafio de Preto é o de investigar os mecanismos da recusa da diferença e o de propor uma revolucionária possibilidade de mudança: o tornar-se preto desde dentro, o enegrecer, o interpretar. “E o que fazer para que o enegrecimento seja cada vez maior, cada vez mais potente no lugar onde estamos?” A pergunta fica no ar, mas o microfone donde foi lançada fica virado para nós, espectadores.

direção

Marcio Abreu

dramaturgia 

Marcio Abreu, Grace Passô, Nadja Naira

iluminação e assistência de direção 

Nadja Naira

banda sonora e efeitos sonoros

Felipe Storino

cenografia 

Marcelo Alvarenga

direção de produção

José Maria | NIA Teatro

direção de movimento

Marcia Rubin

figurinos

Ticiana Passos

vídeos

Batman Zavaresse, Bruna Lessa

orientação de texto e consultoria vocal

Babaya

consultoria vocal e musical

Ernani Maletta

colaboração artística

Aline Villa Real, Leda Maria Martins

interpretação

Cássia Damasceno, Felipe Soares, Grace Passô, Nadja Naira, Renata Sorrah, Rodrigo Bolzan/Rafael Bacelar

músico

Felipe Storino

produção e realização

companhia brasileira de teatro (Brasil/Brazil)

coprodução

HELLERAU – European Center for the Arts Dresden, Künstlerhaus Mousonturm Frankfurt am Main, Théâtre de Choisy-le-Roi – Scène Conventionnée pour la Diversité Linguistique, Sesc São Paulo

estreia

9Nov2017 Sesc Campo Limpo (São Paulo, Brasil)

dur. aprox. 1:20

M/14 anos

 

Conversa pós-espetáculo

16 mai

Divulgação

Sugestão

Sugira a um Amigo

O seu Nome

O seu Email

Emails dos Destinatários

Comentário

Imprimir Espectáculo

Icon de Página de Impressão