Número verde: 800 108 675

Uma Noite no Futuro Uma Noite no Futuro
Teatro
Municipal
Joaquim Benite
(Almada) 2+3 Fev 2019

Depois da estreia pouco antes do Natal, ouve-se de novo o realejo de Uma Noite no Futuro, essa espécie de máquina do tempo que aproxima dois dramaturgos que se revelam afinal afins, Gil Vicente e Samuel Beckett. Para o encenador Nuno Carinhas, estes dois autores são pedras basilares no seu trajeto, abordados já em anteriores espetáculos autónomos: Beiras, Breve Sumário da História de Deus e Alma, a partir de Vicente, e Todos os que Falam e Ah, os dias felizes, a partir de Beckett. Uma Noite no Futuro, ao associar três curtas peças de ambos, Velha Toada, A Última Gravação de Krapp e Auto da Fé, faz-se caixa-de-ressonância do que crepita no íntimo das suas personagens: a opacidade da memória e a luz da fé. As criaturas de Beckett, essa espécie de últimos seres na terra, sentem ainda vitalidade e desejo, esse “fogo” que Krapp diz ter em si e que não trocaria nem pelos seus “anos melhores”. Aos pastores de Vicente, no seu percurso do espanto ignorante inicial à melodia em “louvor a Deus” final, assoma também um fogo similar, que faz deles uma espécie de primeiros seres na terra. Entre uns e outros, ecos, rimas e melodias, luz e sombra, festa, solidão e silêncio: a vida, afinal.

textos de 

Samuel Beckett e Gil Vicente

encenação, cenografia e figurinos

Nuno Carinhas 

Velha Toada (uma adaptação de La Manivelle, de Robert Pinget) e A Última Gravação de Krapp, de Samuel Beckett (tradução Francisco Luís Parreira) 

Auto da Fé, de  Gil Vicente

conceito e dramaturgia 

Nuno Carinhas, Pedro Sobrado

desenho de som 

Francisco Leal

desenho de luz 

Nuno Meira

realização de vídeo 

Fernando Costa

interpretação 

Alberto Magassela, João Cardoso, João Delgado Lourenço, Paulo Freixinho, Sara Barros Leitão

produção 

TNSJ

M/12 anos 

.

Divulgação

Sugestão

Sugira a um Amigo

O seu Nome

O seu Email

Emails dos Destinatários

Comentário

Imprimir Espectáculo

Icon de Página de Impressão