Número verde: 800 108 675

Laboratórios do apocalipse - ID954
Laboratórios do apocalipse Laboratórios do apocalipse
Teatro Nacional São João
sáb 16:00+18:30

“Nós, habitantes do laboratório do apocalipse…” Foi nestes termos que Karl Kraus se designou a si mesmo e aos seus contemporâneos. Durante a carreira de Os Últimos Dias da Humanidade, debatemos esse acontecimento desmesurado – o da conflagração mundial de 1914-18 e o da obra que procurou nomear o inominável e representar o irrepresentável… Como ler esse teatro de guerra, repleto de vozes, rostos, memórias, cartazes, jornais, rumores, escombros e aparições? O que resta da Grande Guerra no nosso presente? Quanto dela é ainda nosso? Ao tradutor da obra, António Sousa Ribeiro, juntam-se os historiadores José Pacheco Pereira e Rui Bebiano e a repórter de guerra Cândida Pinto, para interrogar estes nossos últimos dias, nos quais se enleiam as questões da política, da história, da técnica, dos media e da linguagem. Em seguida, um dos nossos mais destacados germanistas – João Barrento – faz a apresentação da primeira edição integral em língua portuguesa de Os Últimos Dias da Humanidade, essa espécie de Grande Muralha da China. Uma muralha inacabada, pois o grande autor satírico austríaco bem lhe poderia ter acrescentado outras “cem mil cenas”…

Conferência

Laboratórios do apocalipse

com

António Sousa Ribeiro, Cândida Pinto, José Pacheco Pereira, Rui Bebiano

moderação

Bruno Monteiro

organização

TNSJ

sáb

16:00

+

Lançamento de livro

Os Últimos Dias da Humanidade

Versão integral

de

Karl Kraus

tradução

António Sousa Ribeiro

edição

TNSJ/Húmus

com

António Sousa Ribeiro, João Barrento

sáb

18:30