Qui a tué mon père

TNSJ

texto √Čdouard Louis

encenação e interpretação Stanislas Nordey

Qui a tué mon père

Descrição

Stanislas Nordey interpreta e encena Qui a tu√© mon p√®re, texto novo encomendado ao romancista √Čdouard Louis, que faz do teatro o lugar onde a ‚Äúliteratura da confronta√ß√£o‚ÄĚ melhor se exprime. Nesta hist√≥ria de masculinidade e viol√™ncia, um filho conta a biografia do pai, das turbulentas mem√≥rias de inf√Ęncia √† sua ‚Äúmorte social‚ÄĚ. No centro deste acutilante olhar pol√≠tico est√° aquele momento singular em que superamos a dif√≠cil afirma√ß√£o de identidade no seio da fam√≠lia tradicional e tomamos consci√™ncia da viol√™ncia que a sociedade exerce sobre ela, usurpando corpos e vidas inteiras em seu benef√≠cio. Ou de como descobrimos, por detr√°s da autoridade paterna, uma outra autoridade que a ultrapassa e avassala. De como podemos entrever, por entre as frinchas da pol√≠tica de g√©nero, os podres de todas as outras formas de domina√ß√£o social e cultural. Stanislas Nordey, diretor do Th√©√Ętre National de Strasbourg, √© um dos criadores contempor√Ęneos mais importantes da cena francesa, um encenador que acredita na urg√™ncia cidad√£ do teatro.

Créditos

texto √Čdouard Louis encena√ß√£o e interpreta√ß√£o Stanislas Nordey

colaboração artística Claire Ingrid Cottanceau desenho de luz Stéphanie Daniel cenografia Emmanuel Clolus composição musical Olivier Mellano criação sonora Grégoire Leymarie clarinete Jon Handelsman esculturas Anne Leray, Marie-Cécile Kolly

com a participa√ß√£o amig√°vel de Wajdi Mouawad a cenografia e os figurinos foram criados nos ateli√™s do Th√©√Ętre National de Strasbourg

produ√ß√£o Th√©√Ętre National de Strasbourg (Fran√ßa) coprodu√ß√£o La Colline ‚Äď Th√©√Ętre National (Fran√ßa)

estreia 12Mar2019 La Colline ‚Äď Th√©√Ętre National (Fran√ßa) dur.aprox.2:00 M/16 anos

Sess√Ķes

Teatro Nacional S√£o Jo√£o
Praça da Batalha 112, 4000-101 Porto, Portugal ·
Dire√ß√Ķes