Teatro Carlos Alberto

Conferência Kleist: o(s) sentido(s) da justiça

com Maria Filomena Molder, José Bragança de Miranda, José Gomes Pinto

moderação Fátima Castro Silva

Conferência Kleist: o(s) sentido(s) da justiça

Descrição

No fecho das r√©citas de O Duelo, abrimos um espa√ßo de reflex√£o em torno da pot√™ncia desta novela de Kleist, escrita em 1811, para iluminar a vida contempor√Ęnea. O que √© que uma hist√≥ria, passada em finais do s√©culo XIV, em que a arbitragem de Deus √© convocada num duelo como forma de chegar √† verdade, nos envia e como a recebemos? Entre a lei e o amor, o acaso e o c√°lculo, a raz√£o e o invis√≠vel, a justi√ßa dos homens e uma justi√ßa po√©tica, tudo nesta obra se joga nas dobras da vida e nos seus particulares duelos. Para a pensarmos e ampliarmos as suas li√ß√Ķes, reunimos na confer√™ncia Kleist: o(s) sentido(s) da justi√ßa a fil√≥sofa Maria Filomena Molder, que traduziu e agora adaptou este texto para a encena√ß√£o de Carlos Pimenta, e os professores e ensa√≠stas Jos√© Bragan√ßa de Miranda e Jos√© Gomes Pinto.

_ _

Maria Filomena Molder
Fil√≥sofa e ensa√≠sta. Foi professora de Est√©tica, marcante para v√°rias gera√ß√Ķes de alunos, na Faculdade de Ci√™ncias Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Tem uma influente obra ensa√≠stica, distribu√≠da por livros, revistas de filosofia e literatura, e de cat√°logos e outras publica√ß√Ķes sobre arte e artistas. Dos seus t√≠tulos, destaquem-se Semear na Neve ‚Äď Estudos sobre Walter Benjamin (1999, Pr√©mio PEN Clube 2000 para Ensaio), As Nuvens e o Vaso Sagrado (2014), Rebu√ßados Venezianos (2016, Pr√©mio AICA/FCC 2017) e Dia Alegre, Dia Pensante, Dias Fatais (2017, Pr√©mio PEN Clube 2018 para Ensaio).

_ _

José Bragança de Miranda
Professor, investigador e ensa√≠sta. Docente no Departamento de Ci√™ncias da Comunica√ß√£o da Universidade Nova de Lisboa. Tem lecionado nas √°reas da Teoria da Cultura, Artes Contempor√Ęneas, Teoria dos Media, Cibercultura e Teoria Pol√≠tica. Autor de numerosos ensaios nas mais diversas √°reas da cultura contempor√Ęnea. Das suas publica√ß√Ķes, destaquem-se Anal√≠tica da Atualidade (1994), Pol√≠tica e Modernidade: Linguagem e Viol√™ncia na Cultura Contempor√Ęnea (1997), Teoria da Cultura (2002), Corpo e Imagem (2012) e Jorge Molder ‚Äď Ph. 01 (2017).

_ _

José Gomes Pinto
Professor, investigador e ensa√≠sta. Licenciado em Filosofia pela Universidade Nova de Lisboa e doutorado em Est√©tica e Teoria das Artes pela Universidade de Salamanca. As suas √°reas de interesse s√£o a Est√©tica e a Teoria da Arte, a Arte e a Teoria dos Media, a Filosofia da Tecnologia e a Filosofia da Comunica√ß√£o. Tem v√°rios cap√≠tulos e artigos publicados em livros e revistas. Dos seus t√≠tulos, destaquem-se Artes Tecnol√≥gicas e a Rede de Internet em Portugal (2009), Tecnologias Culturais e Artes dos Media (2016) e Fundamento e Imers√£o ‚Äď Ensaios Sobre a T√©cnica (2019).

Créditos

com Maria Filomena Molder José Bragança de Miranda José Gomes Pinto

moderação Fátima Castro Silva

entrada gratuita, mediante levantamento de bilhete Reservas - Linha-verde 800 10 8675

Sess√Ķes

Teatro Carlos Alberto

Rua das Oliveiras 43, 4050-157 Porto, Portugal · Google Maps · Apple Maps · OpenStreetMap
· sáb · 19:15