Adélio Pêra (1962-2020)

E havemos de morrer? Pode vir tempo que ambos nos n√£o vejamos?

Ant√≥nio Ferreira ‚Äď Castro

O Teatro Nacional São João está de luto. Perdemos um dos nossos: o Adélio Pêra, maquinista deste teatro há mais de duas décadas. Tinha 58 anos. Faleceu tragicamente no passado domingo, dia 30 de Agosto.

O Ad√©lio come√ßou a trabalhar neste teatro como assistente de sala ‚Äď ou ‚Äúlanterninha‚ÄĚ, como se dizia na altura do S√£o Jo√£o Cine ‚Äď, mas tinha uma rela√ß√£o com a casa desde sempre: o pai ‚Äď o Sr. Joaquim P√™ra, um dos √≠cones deste Teatro ‚Äď trabalhou aqui desde 1947, at√© ao dia em que se reformou, em 2012.

Agradecemos as muitas mensagens que recebemos da parte de outros teatros, companhias, artistas e actores, bem como de antigos colegas e dirigentes do TNSJ.

Expressamos o nosso profundo pesar à família e aos amigos, com quem partilhamos a perda e a dor.

O espectáculo de Castro, desta noite, é dedicado ao Adélio Pêra, de quem nos lembraremos por muito tempo, ainda que não nos vejamos.

Pedro Sobrado
Presidente do Conselho de Administração
3 de Setembro de 2020