Número verde: 800 108 675

O Bem, o mal e o Assim-Assim - ID953
O Bem, o Mal e o Assim-Assim O Bem, o Mal e o Assim-Assim
Teatro Carlos Alberto 21-30 Out 2016
qua 19:00 qui-sáb 21:00 dom 16:00

Em anos recentes, a companhia Teatro Pé de Vento desviou para a cena as micronarrativas paradoxais que dão pelo nome de O Senhor Juarroz e O Senhor Valéry. Agora, o reencontro com a escrita de Gonçalo M. Tavares, esse magnífico “cartógrafo da desordem”, faz-se por via de O Bem, o Mal e o Assim-Assim, outro texto não-dramático, mas desta feita inédito, que nos coloca diante de um mundo sem alicerces, em risco de desmoronamento físico e ético. No seu centro vamos encontrar “dois excelentíssimos sujeitos” que trocam argumentos acerca da natureza do bem e do mal, os quais se entrecruzam numa ininterrupta sucessão de falas que rodam sobre si mesmas sem que se aponte uma solução. Na ausência de uma trama narrativa, O Bem, o Mal e o Assim-Assim propõe-nos um teatro de ideias e de vozes, habitado pela ironia, o impasse, o recomeço. Do interior deste dispositivo de fazer pensar e imaginar, o encenador João Luiz pergunta-se, perguntando-nos: “Estamos condenados a viver num tempo suspenso? Ou no vazio, à espera de ser habitado?”

de  

Gonçalo M. Tavares

encenação

João Luiz

dramaturgia

Maria João Reynaud

cenografia

João Calvário

figurinos

Susanne Rösler

composição musical

Pedro Junqueira Maia

desenho de luz

Rui Damas

construção e montagem

Rui Azevedo

divulgação

Cristina Moura Fonseca

interpretação

Patrícia Queirós, Rui Spranger, Valdemar Santos

coprodução

Teatro Pé de Vento, TNSJ

dur. aprox.

1:00

M/12 anos

 

23 out - sessão com tradução em Língua Gestual Portuguesa

Material de Apoio

Documentos

Doumento PDF

Programa de sala O Bem, o Mal e o Assim-Assim.pdf