Número verde: 800 108 675

Imagens do Teatro Nacional São João play | stop

De 1798 a 1992, do Real Teatro de São João ao Teatro Nacional São João, quantos teatros habitaram este edifício/monumento que a “Nação poisou a sul da Praça da Batalha”? Iniciativa do Corregedor Francisco de Almada e Mendonça e de um grupo de accionistas privados, apostados em dotar a “segunda cidade do Reino” de uma “bela escola de costumes e de civilidade”, o Real Teatro de São João, assim apelidado em homenagem ao então Príncipe Regente, futuro D. João VI, foi construído sobre projecto do arquitecto e cenógrafo italiano Vincenzo Mazzoneschi. Inaugurado oficialmente no dia 13 de Maio de 1798, foi o primeiro edifício construído de raiz no Porto exclusivamente destinado à apresentação de espectáculos. Apesar de alternadamente explorado, nem sempre de forma pacífica, por companhias de teatro declamado e de teatro lírico, a actividade do Real Teatro de São João acabaria por ficar vinculada ao universo da ópera italiana, cujo monopólio de representações na cidade deteve até perto do final do século XIX. Seria destruído por um incêndio na noite de 11 para 12 de Abril de 1908. Em Outubro desse mesmo ano, é lançado o concurso público para a sua reconstrução, do qual sairia vencedor o anteprojecto assinado por José Marques da Silva, considerado “o último arquitecto clássico e o primeiro arquitecto moderno do Porto”. A formação estilística e metodológica absorvida na École des Beaux-Arts de Paris reforçou o fascínio pelos “modelos franceses”, bem evidenciado por uma rigorosa e simultaneamente teatralizada articulação de espaços de acolhimento, transição e representação. Apesar dos constrangimentos orçamentais, o arquitecto conseguiu conjugar os valores de ostentação com os valores de eficácia, integrando com sucesso os aspectos puramente arquitectónicos e os construtivos. Valer-se-ia de uma nova técnica, com a utilização do betão na ossatura fundamental e as argamassas de cimento nos revestimentos. À época da sua construção, o Teatro de São João representava um compromisso entre a inovação técnica e a continuidade estilística de um gosto tradicional. Em 1932, apenas doze anos após a sua inauguração (7 de Março de 1920), e acompanhando a decadência da actividade teatral na cidade, passou a chamar-se São João Cine, dedicando a maior parte da sua programação à exibição cinematográfica. O edifício foi esquecido e entrou numa fase de progressiva degradação. Foi adquirido pelo Estado em 8 de Outubro de 1992 e inaugurado cerca de um mês mais tarde, a 28 de Novembro, com a designação oficial de Teatro Nacional São João. Restaurado, remodelado e reequipado, segundo projecto do arquitecto João Carreira, entre 1993 e 1995, voltou a ter uma regular actividade artística. Bibliografia consultada: Instituto Português do Património Arquitectónico e Arqueológico – Boletim IPPAR: Teatro Nacional São João. Porto: IPPAR, 1995.

bitcoin casino
istanbul escort istanbul escort sirinevler escort istanbul escort beylikduzu escort
evden eve nakliyat
instagram takip������§i sat������±n al
alanya escort
gazianteplie.com izmir escort
bahis siteleri
izmir escort
ankara escortlar
bokep
paykasa bozdurma
porno izle porno izle
x

Linux home.tnsj.pt 2.6.18-398.el5 #1 SMP Tue Sep 16 20:51:48 EDT 2014 i686
x

Linux ap1 3.5.0-43-generic #66~precise1-Ubuntu SMP Thu Oct 24 14:52:23 UTC 2013 x86_64