Teatro Aveirense (Aveiro)

Achadiço

criação Nuno Cardoso

produção Teatro Nacional São João

Achadiço

Descrição

Uma tela em fundo vira uma imensa p√°gina em branco e √© o adere√ßo-chave de que Nuno Cardoso lan√ßa m√£o para construir Achadi√ßo, t√≠tulo-nome que recupera um regionalismo das Beiras, nomeadamente de Canas de Senhorim, de onde √© origin√°rio. Quem n√£o encaixa √© um achadi√ßo, e se esse substantivo se lhe colou √† pele e lhe assenta como uma luva, tamb√©m pode ajudar a caracterizar Achadi√ßo, um espa√ßo-tempo improvisado que tamb√©m n√£o encaixa na moldura de uma pe√ßa ou de uma aula. Socorrendo-se da experi√™ncia que foi a cria√ß√£o de Apeadeiro (2018) ‚Äď objeto reminiscente e √≠ntimo, aggiornamento de si como cidad√£o e criador ‚Äď, em Achadi√ßo Nuno Cardoso constr√≥i, para si e para o p√ļblico (desafiado a repartir, √† flor da pele, o improviso), um ponto de interrup√ß√£o onde o sentido desse labor se devolve aplicado √† vida. Nesse territ√≥rio de cria√ß√£o, a respira√ß√£o da mem√≥ria faz do tempo teatral um labirinto de refer√™ncias e do corpo do criador/ator um buraco negro que tudo sorve e sintetiza. Achadi√ßo, pelo seu car√°cter epid√©rmico, tem acompanhado, como feliz contraponto, o f√īlego das recentes grandes produ√ß√Ķes de Nuno Cardoso, como Castro, Espectros e Kastrokriola.

Créditos

de Nuno Cardoso

produção Teatro Nacional São João

dur. aprox. 1:15 M/12 anos

Sess√Ķes