Teatro Carlos Alberto

Espectros

de Henrik Ibsen

encenação Nuno Cardoso

Espectros

Descrição

Filho pr√≥digo, Osvald Alving regressa a casa dos pais com uma ‚Äúinfe√ß√£o‚ÄĚ, doen√ßa que engendra fantasmagorias. Na sua presen√ßa, adensam-se as sombras de um conjunto de ‚Äúatitudes antiquadas e cren√ßas mortas‚ÄĚ, os ‚Äúespectros‚ÄĚ que envenenam o presente e hipotecam as possibilidades de futuro. Circunscritas a um lugar escuro de onde ningu√©m sai ou entra, as personagens de Espectros (1881), do dramaturgo noruegu√™s Henrik Ibsen, vivem ‚Äúcom medo da luz‚ÄĚ, inconformadas com o estrangulamento das suas vidas afetivas, √°vidas de um impulso vital que as liberte de uma exist√™ncia regida pelo conservadorismo e pela omnipresen√ßa do dinheiro. ‚ÄúCom Ibsen‚ÄĚ, escreveu George Steiner, ‚Äúa hist√≥ria do teatro come√ßa de novo. Isto basta para fazer dele o mais importante dramaturgo desde Shakespeare e Racine.‚ÄĚ O encenador Nuno Cardoso inscreve-o no repert√≥rio deste Teatro Nacional, num gesto program√°tico que importa sublinhar. ‚ÄúQue herdamos n√≥s?‚ÄĚ, pergunta Helene Alving, m√£e de Osvald. Herdamos uma for√ßa do passado, t√£o forte e persistente que continua a ecoar nos nossos ‚Äúpoucos e desalmados‚ÄĚ dias.

_

MANUAL DE LEITURA

MANUAL DE LEITURA ESPECTROS
ENCARTE ESPECTROS

_

_

Créditos

de Henrik Ibsen tradução Susana Janic

encenação Nuno Cardoso versão cénica Nuno Cardoso, Manuel Tur

cenografia F. Ribeiro desenho de luz Jos√© √Ālvaro Correia m√ļsica e desenho de som Jo√£o Oliveira figurinos TNSJ

vídeo Luís Porto movimento Elisabete Magalhães assistência de encenação Manuel Tur

com Afonso Santos, Joana Carvalho, Jo√£o Melo, Maria Leite, M√°rio Santos, Rodrigo Santos

produção Teatro Nacional São João

dur. aprox. 2:00 M/12 anos

Espetáculo legendado em inglês.

Língua Gestual Portuguesa Conversa com o Jorge 21 mai sex